Blog

Maior incidente de proteção de dados da história do país expõe mais de 220 milhões de dados

Notícias

A origem do vazamento ainda está sendo investigada. Dados como CPF, endereço, imposto de renda e outros foram expostos. Confira!

Dia 19/01/2021, uma terça-feira, o Brasil sofreu o maior vazamento de dados de sua história, com a exposição de informações confidenciais de 223 milhões de brasileiros, conforme revelou o dfndr lab, da empresa de cibersegurança PSafe.

Dados como número de CPF, nome, sexo, data de nascimento e outros como:

- endereço;

- número de telefone;

- dados de veículo, como placa e número de chassi;

- detalhes sobre o imposto de renda;

- fotos de rosto;

- benefícios do INSS;

- escolaridade;

- dados financeiros, como score de crédito, renda, cheques sem fundos e outros.

Uma das possibilidades apontadas pelo dfndr lab é de que esses dados teriam saído da base de dados da Serasa Experian – um dos maiores do país. A empresa, contudo, negou que seu sistema tenha sido invadido. O lab indicou o vazamento pois as bases de dados foram postadas por um cibercriminoso em um fórum online.

O vazamento de dados facilita a aplicação de golpes e fraudes, como falsificação de documentos, contratação de empréstimos e saque de FGTS.

Agora, você deve estar se perguntando: como podem ter sido vazados 223 milhões de dados se o Brasil possui população estimada de 212,6 milhões? É porque foram incluídos números de CPF de pessoas falecidas, muito utilizados nos crimes acima citados.

Vale lembrar, os dados foram vazados de uma base de dados, ou seja, a responsabilidade pelo vazamento é da empresa que recebeu estes dados, e não do seu titular (cidadãos). Contudo, nunca é demais tomar cuidados extras ao informar seus dados pessoais por aí, principalmente em sites suspeitos.

A Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD, prevê punições severas para o vazamento de dados, como advertência e multa de 2% sobre o faturamento anual da empresa envolvida no vazamento.

Ficou curioso para saber se seus dados foram vazados? O desenvolvedor Allan Fernando criou o site Fui Vazado para ajudar a detectar os vazamentos. Para acessar, clique aqui: https://fuivazado.com.br/.

Você pode nos contatar também através de nosso WhatsApp: http://bit.ly/2wLoGGq.

keyboard_arrow_up Ícone Whatsapp PNG